“Maior problema foi contar para família”, diz ginasta Diego Hypólito sobre homossexualidade

2 meses Anterior written by

Aos 32 anos, o ginasta Diego Hypólito foi convidado para participar do “Minha História”, quadro do UOL Esporte em que diferentes pessoas contam relatos sobre a sua vida. Entre os temas abordados, ele falou sobre como foi aceitar a homossexualidade e como encarou o assunto para revelar à família.

“Quando passei a entender melhor a minha sexualidade, meu maior problema sempre foi como iria contar para a minha família. As pessoas não sabem, mas a gente tinha uma origem humilde, do interior e religiosa. Eles nunca entenderiam. A gente passava por tanta dificuldade em casa… nem sempre tinha o que comer, chegamos a ficar meses sem energia elétrica. Como é que eu ia levar mais um problema para eles?” , escreveu Diego em parte de seu relato, feito todo ele em primeira pessoa.

“Eu vivi a solidão de não ter ninguém com quem eu pudesse compartilhar os dilemas de ser uma pessoa gay numa sociedade preconceituosa. Por mais que todo mundo tenha a impressão de que tem muito gay na ginástica, não tem. Todo mundo me zoava, zombava do meu jeito. Eu tinha o sonho de conseguir uma medalha olímpica e faria de tudo para chegar lá, até esconder quem eu era. Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada”, continuou ele.

“Naquela época eu não tinha vontade de falar sobre isso, não tinha segurança, nem maturidade. Eu não estava pronto. Até que fui forçado a estar”, finalizou Diego sobre o assunto. (IstoÉ)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Entretenimento · Famosos

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.