Acusado de sequestrar mulher em shopping nega ter estuprado vítima

3 anos Anterior written by
Nesta quarta-feira (12), foi apresentado na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), Adriano Santana Silva, acusado pelo envolvimento no estupro de uma mulher, ocorrido no início do mês no Shopping Salvador Norte, no bairro de São Cristóvão.
Decorrente de uma denúncia anônima, policiais do serviço de inteligência da DRFRV chegaram a Fazenda Picado, na cidade Ouriçangas, centro norte da Bahia, na madrugada desta quarta-feira (12), onde flagraram e prenderam Adriano. No local, o foragido se encontrava escondido na companhia de Adnailton Oliveira dos Santos, outro parceiro apontado como membro da quadrilha, portando o carro da vítima. No local, foram encontrados com a dupla um Vectra CD, de cor prata e placa policial JNQ3363, uma moto CG 125, de placa JLY6983, celulares e documentos.
Durante a apresentação, Adriano afirmou ter praticado o roubo do veículo, juntamente com o amigo e mentor da ação, José Aparecido da Conceição, no subsolo do Shopping, após seguir a vítima até o estacionamento e rendê-la. Quanto ao estupro ocorrido na região do Cia/Aeroporto, o acusado afirma não ter tido participação: “Aparecido saiu dirigindo o veículo dela até o local onde praticou o estupro. Enquanto isso ele me orientou a levar o carro dele, um corsa, até Dias D’Ávila, local onde ele mora”, contou Adriano.
Adriano informou ainda que foi induzido a prática de roubo: “Ele me ligou já dando as coordenadas. Apenas acompanhei ele. Lá no Shopping ele escolheu a vítima e a seguimos até o estacionamento, local que o Aparecido abordou a mulher. Minha participação foi apenas na condução do carro roubado até a casa dele”, completou.
Segundo o delegado titular da Furtos e Roubos, Marcos César da Silva,  Adriano já tinha um mandado de prisão por participar do roubo seguido de estupro do Shopping Salvador Norte, enquanto o amigo Aparecido, identificado pela vítima como autor do estupro, permanece preso  no Sistema Penitenciário da Mata Escura, mesmo complexo que será encaminhado o Adriano.
“Além dessa prisão preventiva por formação de quadrilha e também pela situação do roubo, Adriano coleciona outros três inquéritos policiais com relação a roubo de veículos praticados em Salvador e um roubo em uma Churrascaria na região do IAPI, local onde ele e José Aparecido roubaram objetos do estabelecimento e o veículo do proprietário”, disse o delegado.
De acordo com o Marcos César, Adnailton – o outro acusado que estava na companhia de Adriano – foi preso em flagrante por estar vendendo um carro que tem restrição judicial: “Apuramos que eles fazem parte de uma grande quadrilha de roubo, receptação e adulteração de veículos.
Adnailton recebia os carros roubados na região do interior de Entre Rios e repassavam para o chefe da quadrilha, um indivíduo conhecido como Cabo Adilson, expulso da Polícia Militar por questão de roubo. Este já tem diversas passagens e segundo seus parceiros é o líder da quadrilha”.
O delegado informou ainda que existe um pedido de prisão preventiva contra Cabo Adilson, que se encontra foragido: “Além de roubar, Adailton cuida de todo o processo de adulteração dos veículos e encaminha para a região de Entre Rios para ser vendido no estado de Sergipe. Ele reside na região de Camaçari, porém mantem essa relação de comércio em Entre Rios. A equipe da polícia continuará as buscas por ele de forma intensa”, acrescentou.
Por cada carro roubado, a dupla de acusados, Adriano e José Aparecido, recebiam cerca de R$ 1 mil, cujos mesmos tinham placas adulteradas e eram vendidos por aproximadamente R$ 3 mil.
O caso
No último dia 30, a vítima que teve a identidade preservada, foi levada por dois homens dentro do próprio veículo, um modelo Renault Sandero, cor branca.
A polícia informou também que a vítima além de ter o veículo roubado, foi estuprada e ameaçada de morte pelos bandidos. O fato foi registrado na DRFRV, no Iguatemi.

Fotos: Roberto Viana // Bocão News

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Polícia