Após investigações, Confúcio Moura (PMDB) é levado para depor na PF

3 anos Anterior written by

Federal cumpre, nesta manhã (20), o mandado de condução coercitiva do governador de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB). Ele será levado para prestar depoimento na Superintendência da PF do Estado e liberado em seguida.

A ação da PF ocorre dentro da Operação Plateias, que desarticulou organização criminosa formada por lobistas e agentes públicos responsáveis por desvio de verbas públicas e direcionamento de licitações.

R$ 57 milhões é o prejuízo estimado aos cofres do Estado. O governador tem como seu principal aliado no Estado o senador Valdir Raupp, que é primeiro vice-presidente do PMDB, maior partido da base de apoio ao governo federal.

Iniciada em 2012, a investigação apurou que empresas interessadas em participar nos processos licitatórios de Rondônia precisavam doar financeiramente, formal ou informalmente, para campanhas eleitorais.

As licitações eram direcionadas para serem vencidas por empresas do esquema. Foi criado até um “fundo da propina”, que chegava a movimentar R$ 2 milhões por mês. Os contratos corrompidos ocorreram em secretarias da Saúde e Justiça, entre outras, e superam R$ 290 milhões.

 

Por: Amanda Sant’ana (Twitter: @amandasmota)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Política