Aracatu: Vice assume após afastamento de prefeito; lotérica pagava ‘beneficiados’

3 meses Anterior written by

A vice-gestora de Aracatu, no sudoeste, Léda Matias (PSB), vai assumir a prefeitura da cidade. O fato ocorre devido ao afastamento imediato do prefeito Sérgio Maia (PSD) nesta terça-feira (19). O gestor é apontado como um dos mentores do esquema desvendado (ver aqui) em duas operações da Polícia Federal, Ministério Público Federal (MPF) e Controladoria Geral da União (CGU). Conforme as ações, inquéritos apontaram fraudes em licitações em contratos de prestação de serviços de limpeza em prédios dos municípios citados, de 2014 até o presente momento. Segundo o delegado federal Rodrigo Kolbe, Maia junto com um ex-prefeito de Palmas de Palmas de Monte Alto Fernando Laranjeira, e secretários [de Aracatu e de Palmas de Monte Alto] chefiavam a organização.  “Eles comandavam todo o processo, indicando quem seria contratato, valores pagos, tudo de maneira informal”, disse o delegado em coletiva. Ainda segundo a operação, uma lotérica de Aracatu, de propriedade do irmão do secretário de administração e finanças, realizava o pagamento aos “beneficiados”, o que incluía um menor de idade. Vários dos funcionários fantasmas recebiam menos de um salário mínimo. Ainda segundo a PF, os acusados estão com bens indisponíveis que chegam a R$ 3,2 milhões. Além de Sérgio Maia, foram afastados o secretário de finanças de Aracatu, Petrônio Silveira Rocha, entre outros servidores que participavam do esquema. O caso foi alvo das operações Chronos e Syagrus, desencadeadas nesta terça.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Política