Bahia da Sorte é investigado pela Polícia Federal

3 anos Anterior written by

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira a Operação Trevo na capital baiana e em mais 12 estados. Um dos locais por onde os agentes da PF passaram foi a empresa de contabilidade Trilha Contabilidade, situada na Av. Tancredo Neves. Entre os alvos, segundo informações preliminares, o grupo baiano responsável pelo Bahia da Sorte, estaria envolvido em prática de atividades ilícitas. A operação que aconteceu por volta das 7h de hoje (12), tinha como objetivo desbaratar quadrilha que agia em 13 estados da Federação, em atividades que se estendiam desde a prática do jogo do bicho e máquinas caça-níqueis até a emissão de bilhetes de loteria, travestidos como títulos de capitalização. Segundo a PF, a organização criminosa operava por meio de loterias estaduais, cujos valores arrecadados eram repassados a entidades filantrópicas de fachada, fazendo com que o dinheiro ilícito retornasse ao grupo, em um procedimento suspeito, com fortes indícios de lavagem de dinheiro. Para este tipo de crime, de acordo com o órgão federal, os investigados podem responder pela prática dos crimes de contrabando, crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, Jogo de Azar e Lavagem de Dinheiro. Somadas, as penas ultrapassam o limite de 30 anos. Cerca de 300 policiais participam das investigações, que estão sendo executadas, simultaneamente, nos estados de Pernambuco, Alagoas, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Ao todo, estão sendo cumpridos 12 Mandados de Prisão Temporária, 24 Mandados de Prisão Preventiva, 57 Mandados de Busca e Apreensão, 47 Mandados de Sequestro de Valores, sequestros de bens imóveis e de veículos de luxo. (Bocão News)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Geral · Polícia