Bahia tem 10 barragens com risco de ruptura

4 semanas Anterior written by

Relatório da ANA (Agência Nacional de Águas) aponta que a Bahia tem 10 barragens com estrutura comprometida e risco de ruptura. O levantamento considera os dados de 2017 e foi divulgado hoje (19) pelo jornal Folha de S. Paulo. Ao todo, o estado tem 355 barragens cadastradas. A Bahia lidera a lista com o maior número de barragens vulneráveis no país, seguida por Alagoas (6) e Minas Gerais (5). Em um ano, o número de açudes com problemas no Brasil pulou de 25 para 45. As estruturas com risco na Bahia são: Afligidos (em São Gonçalo dos Campos), Apertado (Mucugê), Araci (na cidade de mesmo nome), Cipó (Mirante), Luiz Vieira (Rio de Contas), RS1 e RS2, em Camaçari, Tabua II (Ibiassucê), Zabumbão (Paramirim) e Pinhões (Juazeiro/Curaçá). A pedido da ANA, o Inema (Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia) identificou as barragens mais preocupantes, ou seja, com algum comprometimento estrutural importante que impactasse a segurança. As barragens com ricos estão sob responsabilidade do Departamento Nacional de Obras contra a Seca, da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco, da distribuidora de água de Camaçari e da Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia. (Metro 1)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia