Candidatos radicais chamam mais atenção, diz Meirelles

8 meses Anterior written by

Com 1% de intenção de votos na mais recente pesquisa do Datafolha, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) considera que existe “um potencial muito grande” de crescimento da sua pré-candidatura à Presidência da República. “Aquelas posturas mais radicais, populistas, são as que chamam mais a atenção nesta fase”, disse ele nesta segunda-feira (23) durante palestra na Amcham (Câmara Americana de Comércio), em São Paulo. Meirelles afirmou à plateia, formada por empresários e executivos, que o cenário eleitoral ainda está muito aberto, mas que pesquisas próprias, levadas em conta por ele ao se decidir pela candidatura, mostram que seu nome pode se tornar competitivo. Segundo o ex-ministro da Fazenda, características que os entrevistados dizem esperar de um presidente, como competência, seriedade, honestidade e experiência, são similares às qualidades atribuídas a ele nos levantamentos internos. O ex-presidente Lula (PT), o deputado Jair Bolsonaro (PSL) e a ex-senadora Marina Silva (Rede) lideram hoje a corrida eleitoral, segundo o Datafolha. A presença de Lula, entretanto, é incerta por causa da condenação dele em segunda instância e da prisão. Meirelles se filiou ao MDB, mas não está garantido como o representante do partido na disputa, já que o presidente Michel Temer (MDB) também acena com a possibilidade de concorrer à reeleição (ele alcança 2% das intenções de voto). O ex-titular da Fazenda disse ter “conversas cordiais e amigáveis” com o presidenciável Flávio Rocha (PRB), mas não confirmou uma eventual aliança. “Eu tenho meu nome à disposição do MDB. […] E a minha postulação é à Presidência da República”, afirmou. Rocha falou na semana passada que Meirelles seria um bom vice. Com informações da Folhapress.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Política