Geddel permanece na prisão por falta de tornozeleira

4 meses Anterior written by

Apesar de o desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), autorizar o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB) a deixar o presídio da Papuda, em Brasília, e cumprir prisão domiciliar, o peemedebista permanece na cadeia por falta de tornozeleira eletrônica no Distrito Federal. Em nota enviada ao G1, o governo do DF informou que não tem tornozeleiras porque o contrato para fornecimento do equipamento foi assinado recentemente. Nesta quinta-feira (13), o Ministério Público Federal (MPF) voltou a pedir a prisão do ex-ministro da Secretaria de Governo. Nota do governo do DF: A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe), ligada à Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) informa que recebeu a decisão proferida pela Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) na noite desta quarta-feira (12). Contudo, o documento condiciona a liberação de Geddel Vieira Lima ao uso de uma tornozeleira eletrônica. Como o Distrito Federal ainda não dispõe do equipamento para instalação no custodiado, uma vez que o contrato para disponibilizar serviço foi assinado recentemente, a pasta vai remeter um ofício ao TRF, que deverá decidir como será o procedimento neste caso. 

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Crime · Justiça