‘Japonês da Federal’ confessa que foi espião durante a ditadura militar

3 meses Anterior written by

Newton Ishii ganhou destaque no país ao ficar conhecido como ‘Japonês da Federal’, enquanto atuou durante a Operação Lava Jato. Nesta quinta-feira (16), ele participou do programa ‘Conversa com Bial’, da TV Globo, e revelou ter trabalhado para a ditadura militar, na década de 1970. Ishii confessou que atuou como espião durante o regime. “Trabalhei, na época da ditadura militar, em diretório estudantil como infiltrado entre os estudantes. Frequentava as reuniões e depois passava as informações”, confessou. No entanto, Ishii afirmou que prefere o período de democracia e declarou: “Tudo tem sua época. Mas democracia é essencial. Sou contra direita e esquerda”. O ‘Japonês da federal’ está aposentado e lançou uma biografia. Ainda em entrevista a Bial, Ishii lembrou de dramas pessoais, como o suicídio do filho, Eduardo, e a morte da mulher, Fátima. O G1 recorda que Newton foi condenado em 2009 por facilitar a entrada de contrabando no país. Em junho de 2016, ele chegou a ser preso em virtude da Operação Sucuri, que descobriu envolvimento de agentes na entrada de contrabando pela fronteira, e passou a cumprir pena em regime semiaberto. “Cheguei a conduzir presos com tornozeleira eletrônica. Eu e o preso”, recordou. (Notícias ao Minuto)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Entretenimento