Morre o poeta Manoel de Barros, aos 97 anos

3 anos Anterior written by
O poeta Manoel de Barros morreu nesta quinta-feira (13), aos 97 anos, no Proncor de Campo Grande. Ele estava internado havia duas semanas e, durante esse período, passou por uma cirurgia no intestino. Conforme boletim médico assinado pela médica Carmelita Vilela, o falecimento ocorreu às 8h05 (de MS).
Segundo o hospital, o poeta teve falência de múltiplos órgãos. O diretor-executivo do Proncor, Paulo Alves, informou que Manoel de Barros deu entrada na unidade no dia 24 de outubro e fez cirurgia de desobstrução intestinal. O poeta foi para o quarto no dia 25 de outubro e, no dia 4 de novembro, teve piora e voltou para o Centro de Terapia Intensiva (CTI).
Manoel Wenceslau Leite de Barros era advogado, fazendeiro e poeta. Nasceu em Cuiabá, no Beco da Marinha, às margens do rio Cuiabá, em 19 de dezembro de 1916.
Filho de João Venceslau Barros, capataz na região, Manoel se mudou para Corumbá, no Pantanal sul-mato-grossense, onde passou a infância. Nos últimos anos, o poeta morou em Campo Grande e levou uma vida reclusa ao lado da esposa.
Velório
Segundo a família, o velório do poeta está previsto para começar às 14h, na capela do cemitério Parque das Primaveras, localizado na avenida Senador Filinto Müller, 2211, no bairro Parati, em Campo Grande. O funeral será aberto ao público, de acordo com a família. O sepultamento está marcado para as 17h.
Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Geral