Parto cesáreo volta a ser realizado em Amargosa

2 meses Anterior written by

O Hospital Municipal de Amargosa (HMA) realizou o primeiro parto cesáreo após aproximadamente quatro anos sem oferecer este serviço. A cesariana programada foi feita sem intercorrências, pelo Dr. Heber Araújo, e do procedimento nasceu uma menina saudável, com 3,210kg e 49 cm de altura.

O hospital está apto para realização do parto cesáreo programado sempre que houver contraindicação do parto normal. O agendamento está sendo feito na Unidade Básica de Saúde e, quando comprovada a necessidade, o parto é programado. O HMA conta com quatro leitos para obstetrícia cirúrgica, podendo realizar até 32 partos cesáreos por mês. O centro cirúrgico do Hospital Municipal voltou a fazer cirurgias eletivas no final do mês de maio, após ser reaberto pela Prefeitura de Amargosa, através da Secretaria Municipal de Saúde.  

Para o prefeito Júlio Pinheiro, esta é uma conquista muito esperada pela população e também muito importante para a saúde municipal. “Sabemos de todas as dificuldades que as nossas gestantes estavam enfrentando e, por isso, oferecer um atendimento adequado ao parto é uma das prioridades dessa gestão”, afirmou. O prefeito comentou ainda que o trabalho para promover melhorias nos serviços do hospital continua. “Ao voltar a realizar partos cesáreos, demos um passo muito importante, e a ideia é ampliar e melhorar cada vez mais a assistência às mães e filhos na nossa cidade”, concluiu.

Além do parto cesáreo, o Serviço de Parto Normal (SPN) do Hospital Municipal de Amargosa, inaugurado no dia 31 de maio, já realizou, no mês de julho, 18 partos naturais, o que corresponde a uma média de um parto por dia.

Serviço de Parto Normal Dr. Pedro Teixeira

O espaço funciona na Ala B do HMA, que foi reformada e teve o ambiente adequado de acordo com os critérios de humanização do parto natural estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Rede Cegonha. A adaptação do local incluiu o cuidado com o bem estar integral das gestantes, humanização das condições do parto e respeito à individualidade de cada mulher.

Para que a inauguração do SPN fosse viabilizada, a Prefeitura Municipal de Amargosa, através da Secretaria Municipal de Saúde, investiu cerca de R$40.000,00 em recursos próprios. O serviço contou também com o apoio da Secretaria de Saúde do Estado (SESAB), que doou uma cama PPP (Pré-Parto, Parto e Puerpério), além de viabilizar a contratação de três novos leitos PPP.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Amargosa · Saúde