“Passou por cima e suprimiu o direito dos servidores”, diz Neto sobre “Pacotão de Rui”

3 meses Anterior written by

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), comentou a aprovação do chamado “Pacotão de Rui” na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), na última quarta-feira (12/12). “O governador colocou sua tropa de choque para passar por cima do debate e suprimir os direitos dos servidores, fazendo uma votação tratorada”, disse o chefe do Executivo municipal durante o evento FNDE em Ação, na sede da União dos Prefeitos da Bahia (UPB). Sobre a saída da oposição do Plenário Orlando Spíndola pouco antes do início da votação, Neto classificou como um “protesto claro e duro”. “Não estava no momento, tenho que confiar no juízo feito pelos deputados da oposição, de que foi a melhor estratégia, em função da necessidade que eles perceberam, de fazer um protesto claro e duro”, completou. Para Neto, seria mais “correto, decente e digno” que a situação das contas do Estado fosse revelada durante a campanha eleitoral. “Ele está entrando com o pé direito no governo, traindo a confiança do eleitor, que saberá fazer juízo correto disso, acredito eu”. A reforma administrativa prevê a redução de cargos comissionados e a extinção de órgãos, como a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) e empresas públicas, além do aumento da contribuição previdenciária dos servidores públicos de 12% para 14%. Com a medida, o governo vai economizar R$ 400 milhões em 2019. (Aratu online)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Política