Salvador: Campo Grande registra maioria dos roubos a celulares no 1º dia de Carnaval

6 meses Anterior written by

A maior parte dos 51 furtos e roubos registrados no primeiro dia do Carnaval 2018 ocorreu no circuito Osmar – aparelhos celulares foram os produtos mais visados e alvo dos bandidos em 36 ocorrências. Ontem, o Campo Grande recebeu os blocos de samba – com a quebradeira de Léo Santana abrindo os trabalhos. Em relação ao mesmo dia de festa de 2017 foram computados 57 casos a menos este ano de crimes contra o patrimônio – 108 contra 51. Esses e outros números da festa  foram apresentados na manhã desta sexta-feira (9), durante a Reunião de Avaliação das Forças de Segurança, realizada no auditório Esmeralda do Hotel Wish – antigo Hotel da Bahia – no Campo Grande. “Este ano preparamos um esquema  especial para prevenir a subtração dos aparelhos  celulares e acredito que  esta redução  já seja um reflexo deste trabalho”, disse o secretário da Segurança Pública Maurício Barbosa. O secretário reforçou ainda a importância do registro de ocorrências nos casos de furtos e roubos dos aparelhos, para que as estatísticas ajudem a definir as estratégias de ação direcionadas às quadrilhas que atuam neste tipo de crime.Nos três circuitos da festa (Barra/Ondina, Campo Grande e Pelourinho), dez pessoas foram presas em flagrante. Foram recolhidos das ruas porções de maconha, cocaína, seis frascos de lança-perfume, dois de cheiro da loló, pedras de crack e comprimidos de ecstasy. A quantidade não foi informada.

Lesões corporais: Outro redução de destaque é em relação aos casos de lesões corporais, que passaram de 14 contabilizados em 2017, para sete este ano. Nenhuma delas  foi considerada de categoria grave. Também não ocorreram casos de homicídio, latrocínio ou lesão corporal seguida de morte nos circuitos. Representantes das polícias Civil, Militar e Técnica e do Corpo de Bombeiros, além dos órgãos municipais, estaduais e federais que participam do esquema da festa também assistiram a apresentação dos dados. (Correio)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Crime