Viagem em aeronave sem informar à Justiça Eleitoral tira pasta de Malta

2 semanas Anterior written by

O presidente da República eleito, Jair Bolsonaro, decidiu cortar da lista de possíveis ministros o senador Magno Malta (PR-ES) após receber informações de que o aliado fez viagens para aproximar o empresário Eraí Maggi da campanha do PSL e, até mesmo, usar sua proximidade para defender nomes que poderiam compor um eventual governo.De acordo com a coluna Bastidor, do jornal Estadão, pelos dados recebidos por Bolsonaro, Maggi teria colocado à disposição do  candidato derrotado à reeleição um jatinho particular para alguns deslocamentos e ainda abriu sua fazenda para encontro com ruralistas. Em conversas com aliados, Bolsonaro chegou a avaliar também uma entrevista dada pelo cobrador Luiz Alves de Lima, de Vitória, que foi preso e sofreu tortura depois de ser acusado de pedofilia por Malta em 2010. Anos depois, a Justiça absolveu Alves.(Bahia Notícias)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Política