Amargosa: MPE pede impugnação da candidatura de Rosalvinho Sales

6 anos Anterior written by

Alvo de uma investigação do Ministério Público Eleitoral (MPE), o candidato a prefeito de Amargosa, Rosalvinho Sales (PV) pode ter sua candidatura impugnada. Nesta quarta-feira (24), o MPE solicitou a impugnação, com base na Lei da Ficha Limpa. O promotor Jader Santos Matos teve como base as contas rejeitadas do verde em 2008, quando foi prefeito da cidade. A decisão final foi de 2011. A Justiça Eleitoral do município vai decidir sobre o caso.

A decisão apontou irregularidades insanáveis na aplicação de recursos federais na execução de convênios configurando atos dolosos de improbidade administrativa que geraram prejuízo ao erário. Esta ação provocou o pedido de ressarcimento de R$ 165 mil, com recursos próprios, por danos aos cofres públicos. À época, o Ministério Público apontou a inexistência de controle interno, de livros contábeis, duplicidade de números de processos de pagamentos referentes a credores distintos, etc.

Sales foi alvo da Justiça Eleitoral já no mês de junho passado por propaganda antecipada. O juiz Alberto Fernando Sales de Jesus, da 36ª Zona Eleitoral de Amargosa, proibiu Rosalvo de visitar eleitores para se apresentar como candidato ou pré-candidato e fazer pedido de votos, explícito ou implícito, sob pena de multa diária de R$ 20 mil para cada infração. O ex-prefeito recorreu.

A reportagem tentou contato com o candidato, mas as ligações não foram atendidas.

 

Bocão News.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Amargosa · Bahia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.