Amargosa tem em 2014 o pior índice na geração de emprego desde o ano de 2002.

7 anos Anterior written by

Depois de terminar o ano de 2014, segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho com o pior índice dos últimos doze anos, com mais demissões que admissões, o Município de Amargosa começa, segundo o órgão, o ano de Janeiro de 2015 com 23 admissões e 23 demissões, ou seja, não gerando nenhum emprego a mais no citado mês.

Mesmo com o Brasil e a Bahia batendo recordes na geração de emprego no último ano, vivenciamos em Amargosa o inverso, com resultado negativo em 2014. Além dos problemas econômicos nacionais e internacionais a geração de emprego no País tem sido significativa, em 2002 a taxa de desemprego era de 12,2% e em 2014 o Brasil atingiu 4,8 sendo o menor nível desde 2002 segundo o IBGE;

Como o dinheiro está circulando mais nos bairros mais populosos, na Katyara e Santa Rita. Como pobre não faz poupança, o dinheiro não vai logo para o banco. Passa de mão-em-mão, da cabeleireira para a quitanda, dela para o supermercado, dele para o atacadista, daí para o industrial, que não quer investir e terceiriza a produção. Dinheiro circulando é economia aquecida. Por este motivo os comerciantes de Amargosa têm reclamado da morosidade da Prefeitura Municipal em fazer novos investimentos, além da contratação de serviços e compras feitas pelo Poder Público em outros municípios;

Mesmo com arrecadação municipal crescente em 2014 em relação a 2013, podemos citar vários exemplos, como a compra do Fardamento Escolar que antes era feito na cidade e agora adquirido em empresas de outros municípios, como a locação de veículos e ônibus que hoje também é centralizada junto a empresas de fora da cidade. O site Amargosa Noticias também noticiou no ultimo dia 06/02/2015 a contratação de mais de R$ 400 mil reais de assessoria pela Prefeitura junto a profissionais de outros municípios;

Como podemos verificar, existe a necessidade urgente de novos investimentos na cidade tanto do Poder Publico como da iniciativa privada, além da garantia da aquisição de produtos e serviços beneficiando a população da cidade, só assim poderemos gerar mais empregos para o povo de Amargosa.

Juninho de Carmelita

 

Fonte: Amargosa Notícias.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Amargosa · Economia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.