Aprovação da MP 668 é vitória do governo, diz Guimarães

6 anos Anterior written by

O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães, afirmou que a aprovação do texto-base da última medida provisória do ajuste fiscal foi uma “vitória” governista ao conseguir uma vantagem de 198 votos em relação aos 125 parlamentares que votaram contra a MP 668. A texto recebeu 17 emendas tentando mudar pontos da MP, das quais quatro já foram recusadas pelo plenário na noite desta terça-feira, 19. “É uma vitória a aprovação por 323 votos (favoráveis no texto-base). Eu calculava uns 100 votos (de diferença) e foi mais ainda”, afirmou.Guimarães afirmou que ao propor novas alíquotas de Cofins e PIS/Pasep para bebidas importadas – como águas, cervejas e refrigerantes -, o governo buscou “proteger a indústria nacional”.O tema foi incluído de última hora no relatório final do deputado Manoel Júnior (PMDB- PB), a pedido da Receita Federal. “Nós achamos que era necessário”, considerou o líder.O petista precisou apresentar um requerimento para que sete artigos tratando das bebidas voltassem ao texto-base da MP 668, depois que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu isoladamente retirá-lo. Após a vitória, Guimarães defendeu mudanças no regimento para evitar decisões do presidente sem prévio acordo. “Penso que o melhorar a para Câmara é ter regras claras e transparentes do que a decisão monocrática do presidente”, alfinetou.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.