Bahia tem praticamente a mesma malha ferroviária de 1920: ‘Falta incentivo’

6 meses Anterior written by

“Dona de casa não saiu pra comprar pão, pois sabia que o padeiro também não tava lá…” Mais de quarenta anos após o lançamento, a canção de Raul Seixas poderia, perfeitamente, ter sido escrita nos últimos dez dias. Reivindicando, principalmente, a queda no preço do óleo diesel, caminhoneiros de todo o país cruzaram os braços e bloquearam as principais rodovias do país, causando uma enorme crise de abastecimento em todos os setores da economia. Até então, provavelmente, grande parte da população não tinha dado conta que surpreendentes 61% do transporte de cargas da nação é feito exclusivamente via rodovias, conforme mostra os dados da Confederação Nacional de Transporte (CNT). De acordo com o especialista em engenharia ferroviária e professor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Jorge Ubirajara, o caos relembra uma ferida antiga do país: a falta de investimentos na malha ferroviária. (Metro1)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia