Baiano diz ter sido agredido por PM após beijo em namorado em Olinda: ‘falaram que aqui não era a Bahia’

7 anos Anterior written by

Um estudante baiano acusa a Polícia Militar de Pernambuco de homofobia e truculência em uma abordagem durante a realização do Carnaval de Olinda, segundo o portal NE 10. Magno da Costa Paim, 21 anos, e o namorado, o paraense Hector Zapata, 22, estavam se beijando durante uma apresentação no Mercado da Ribeira quando foram abordados por dois policiais. Ainda segundo a publicação, os policiais exigiram a documentação dos jovens. Magno contou ao portal NE 10 que, após se afastar, um PM voltou e agrediu o jovem. “Depois de cinco minutos, voltaram e falaram que aqui não era a Bahia, que era Pernambuco e me deram um tapa na cara. Se eu quisesse continuar beijando um homem, se eu quisesse tirar a roupa, eu tinha que ir para o motel, que aqui era Pernambuco”, declarou o turista em um vídeo.Diante da revolta de Hector, que pediu a identificação do policial para denunciar a agressão, o PM o autuou por “desacato à autoridade”. Um outro amigo que viu o jovem chorando tentou tirar foto do policial e foi algemado e preso por desacato. Segundo o NE 10, os detidos foram encaminhados à Delegacia do Turista e transferidos para a Central de Flagrantes, no Recife.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Polícia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.