Buraco negro pode ser estudado com telescópio maior do que a Terra

5 anos Anterior written by

Os participantes do projeto Event Horizon Telescope (EHT) estão esperando receber as primeiras “fotografias” do buraco negro supermaciço, localizado no centro da Galáxia, tiradas pelo grandioso radiotelescópio interferômetro terrestre que possui uma área de disco “virtual” maior do que a Terra, informa a Fundação Nacional de Ciência dos EUA. “Esta semana abre uma nova era da astronomia. O Telescópio do EHT receberá a primeira ‘fotografia’ do buraco negro supermaciço, localizado no centro da Galáxia”, declarou o diretor da Fundação Nacional de Ciência norte-americana (NSF), France Cordova. Segundo os cientistas, a partir desta semana serão iniciadas as observações do “horizonte de eventos” (popularmente conhecido com o ponto de não-retorno — a fronteira teórica ao redor de um buraco negro a partir da qual a força da gravidade é tão forte que, nada, nem mesmo a luz, pode escapar, pois a sua velocidade é inferior à velocidade de escape do buraco negro) perto do buraco negro que fica no centro da nossa Galáxia, apoiada pelo interferômetro EHT. Nota-se que os observatórios espaciais da Espanha, Califórnia, Arizona, Havaí e ainda o localizado no Polo sul da Terra irão participar do projeto. Quando os cientistas unirem poderes destes telescópios, a resolução recebida excederá sensibilidade do telescópio Hubble em mil vezes, permitindo, assim, alcançar o objetivo principal do projeto de se aproximar do horizonte de eventos do buraco negro Sgr A*, localizado no centro da Via Láctea, e de estudar detalhadamente suas características. Com informações do Sputnik Brasil.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Mundo

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.