Carlos Falcão não resiste à pressão e renuncia à presidência do Vitória

7 anos Anterior written by

Após o rebaixamento para a Série B em 2014 e a eliminação precoce no Campeonato Baiano 2015, o então presidente do Vitória, Carlos Falcão, não resistiu a pressão e renunciou ao cargo no início da noite desta segunda-feira (23), em carta entregue ao presidente em exercício do Conselho Deliberativo, Silvonei Sales. Ele assumiu a presidência do Conselho Diretor do clube no final de 2013, quando Alexi Portela Júnior deixou a equipe. Falcão é conselheiro do Vitória há 25 anos. Em 2007, foi eleito vice-presidente administrativo e financeiro do clube, e reeleito três anos depois. Enquanto esteve presente na claque administrativa do Rubro-Negro, promoveu uma reestruturação financeira do clube e participou de campanhas de sucesso, como a da quinta colocação no Campeonato Brasileiro de 2013, o vice-campeonato da Copa do Brasil, em 2010, além de títulos estaduais. Na carta, o agora ex-presidente do Leão se disse triste pela saída, mas se colocou à disposição do seu sucessor para ajudar “no que for possível.”Deixo a presidência com tristeza pelos maus resultados, mas pensando na união do clube e com a consciência tranquila de que não faltou trabalho, seriedade e comprometimento. Tenho certeza que em breve os resultados positivos chegarão, pois estamos estruturados para isso. Estarei à disposição do meu sucessor para ajudá-lo no que for possível durante o período de transição”, escreveu.Junto a Falcão, também entregou carga renúncia ao conselho o vice-presidente Epifânio Carneiro Filho.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Esporte

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.