Caso Geovane: MP-BA denuncia onze policias militares da Rondesp

7 anos Anterior written by

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) denunciou 11 policiais militares lotados nas Rondas Especiais (Rondesp) pelo assassinato de Geovane Mascarenhas de Santana, em 2 de agosto de 2014, em Salvador. A denúncia, que teve por base o inquérito policial, foi encaminhada à Justiça nesta semana pela promotora de Justiça Isabel Adelaide Moura. Geovane foi decapitado, carbonizado, teve duas tatuagens removidas do corpo e órgãos genitais retirados. Geovane Mascarenhas de Santana desapareceu após uma abordagem policial no dia 2 de agosto, na Calçada. A ação foi registrada por câmeras de segurança de um prédio do local da ação. As imagens mostram que Geovane estava em uma motocicleta e foi abordado por policiais. Um dos três policiais da operação, desferiu um tapa no rosto do jovem, que estava com as mãos para o alto. Outro PM chutou as pernas de Geovane, que caiu ajoelhado. Geovane foi revistado e a moto foi vistoriada. Após a averiguação do veículo, um policial tira a moto da rua. Enquanto isso, as imagens mostram o porta-malas da viatura sendo aberto e depois fechado. O rapaz não aparece mais nas imagens. Toda a ação dura seis minutos. A denúncia do MP foi baseada nos artigos148, 157, parágrafo 2º, I e II c/c o art. 121, parágrafo, 2º, I e IV c/c os art. 29, II, e 69, do Código Penal Brasileiro.

 

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Assassinato · Bahia · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.