Consumidor tem que esperar estoques de postos acabarem para ter desconto no diesel

6 meses Anterior written by

Com uma mudança de discurso, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse agora que a redução no preço do litro do diesel “não é imediata” para o consumidor. Antes, ele havia dito que o desconto seria perceptível a partir da última segunda (4). “Eu continuo falando nos R$ 0,46. Apenas não posso impor a quem tinha estoque antigo ou quem ainda não está no preço de pauta para tributação que seja penalizado”, declarou em entrevista ao Jornal da CBN, nesta quarta-feira (6). Na ocasião, ele explicou que para que essa diminuição se efetive, os postos de combustível precisam primeiro esgotar seus estoques de diesel comprados antes do dia 1ª de junho – data em que a Petrobras reduziu o preço nas refinarias. Além disso, Padilha pontuou que os Estados precisam aplicar o valor na tabela do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “O tempo [para o desconto de R$ 0,46 chegar às bombas] é o das novas aquisições de óleo e também a mudança do preço de pauta para tributação. Esse preço muda de 15 em 15 dias”, afirmou o Chefe da Casa Civil. De acordo com o Blog do Camarotti, no G1, o ministro afirmou ainda que estoques adquiridos a partir de 1º de junho já devem refletir um desconto de, no mínimo, R$ 0,41 para o consumidor. (BN)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil