Contas da Emasa são rejeitadas; gestor é punido em R$ 5 mil

5 anos Anterior written by

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitaram, na sessão desta terça-feira (28), as contas da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), de Itabuna, na gestão de Ricardo Campos Pereira, relativas ao exercício de 2015. Cabe recurso da decisão. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, multou o gestor em R$ 5 mil e determinou o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$ 594 mil, com recursos pessoais, em razão do pagamento indevido de juros e multa (R$ 126), gastos irregulares com publicidade (R$ 2,1 mil) e não comprovação de pagamentos (R$ 591 mil). A punição foi aprovada por unanimidade. O conselheiro José Alfredo Dias, que examinou detidamente as contas, advertiu que “a situação da empresa é de insolvência e que, em razão da má gestão, a dívida que se acumula é gigantesca”. (Bahia.Ba)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Justiça

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.