E-mails indicam acesso da Odebrecht a informações sigilosas da Petrobras

7 anos Anterior written by

Um relatório da Polícia Federal comprovaria que a Construtora Norberto Odebrecht tinha acesso a informações privilegiadas da Petrobras, além de poder influenciar em licitações da estatal. Segundo O Globo, o documento foi anexado esta semana nos inquéritos da Operação Lava Jato e mostra uma série de e-mails trocados entre diretores da empreiteira em que são relatados encontros com dirigentes da Petrobras. Pelo menos duas mensagens de 2007 do então diretor da Odebrecht e hoje preso em Curitiba, Rogério Araújo, mostrariam uma estratégia de participação da empresa em uma licitação da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Segundo a matéria, os e-mails citam o “orçamento interno”, informação que à época era confidencial já que permitiria aos concorrentes fraudarem a competição. No dia 18 de junho, Araújo teria mandado uma mensagem para dois executivos da Odebrecht informando que o orçamento interno da Petrobras para a Abreu e Lima ficaria entre R$ 150 milhões e R$ 180 milhões, mas que os valores já estavam sendo revisados. “A revisão do orçamento vai indicar um novo número, acima dos indicados acima”, antecipa. No texto, ele registra que o valor só seria divulgado quatro dias depois. No dia 22 de junho, a Petrobras recebeu cinco propostas para a obra. A mais baixa era a do consórcio liderado pela Odebrecht, que também contava com as empresas Camargo Corrêa, Galvão Engenharia e Queiroz Galvão – todas investigadas da Lava Jato. O valor da proposta era de R$ 433,5 milhões, maior do que o dobro do que constava no e-mail. Apresentada em 2007, a Refinaria Abreu e Lima só iniciou as operações em 2014 e custou pelo menos sete vezes o valor inicial orçado pela estatal. Um laudo da PF sobre o contrato de terraplanagem identificou um sobrepreço de R$ 106,1 milhões.

Comentários

Comentários

Artigos com Tags:
·
Artigos de Categorias:
Brasil

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.