Editor de revista LGBT é agredido até a morte em Bangladesh

5 anos Anterior written by

Um editor da primeira revista LGBT de Bangladesh foi agredido até a morte na capital Dakha, segundo informações da BBC divulgadas nesta segunda-feira (25). A polícia informou que agressores ainda deixaram outra pessoa morta e uma ferida. “Agressores desconhecidos entraram em um apartamento e, com golpes de facão, mataram duas pessoas. Outra pessoa ficou ferida”, informou o porta-voz da polícia de Daca, Maruf Hussein Sorder, segundo a France Presse. A polícia acredita que os suspeitos podem estar ligados algum grupo islamita, de acordo com a Reuters. Amigos disseram à TV britânica que o editor da revista LGBT Roopbaan, Julhas Mannan, também prestou serviços para a agência americana para a promoção do desenvolvimento USAID. O assassinato acontece dois dias depois de um professor universitário ser morto por um suspeito de ser um militante islamita.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Crime · Internacionais

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.