Feira: Polícia Civil elucida assassinato de adolescente; vídeo mostra momento do crime

5 anos Anterior written by

Mais um homicídio foi elucidado em Feira de Santana. A Polícia Civil identificou os acusados de matar o adolescente de 17 anos, Lucas Alexandre do Carmo Santos, no dia 8 de setembro do ano passado, no bairro Gabriela. As imagens de câmeras de segurança no local do crime ajudaram na investigação. A gravação mostra o momento em que dois homens correm atrás da vítima enquanto disparam os tiros até que o adolescente cai no chão e eles continuam atirando. Em entrevista, o delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios, informou que chegaram aos suspeitos após a prisão dos acusados de matarem o policial militar da reserva Adalberto Santos Silva, morto durante um assalto a ônibus, no bairro Sobradinho, no dia 11 de março deste ano. Alexandre Santana Oliveira e Matheus dos Santos Paiva que confessaram o assassinato do policial e no decorrer das investigações e depoimentos a polícia obteve outras informações sobre a dupla, que confessou também o crime contra o adolescente.


Matheus e Alexandre podem passar até 30 anos na cadeiaDivulgação/ Polícia Civil

“Alexandre foi interrogado por policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e ele confessou alguns crimes praticados na cidade, entre eles esse homicídio, que praticou com Matheus. Contou com riqueza de detalhes e localizamos o vídeo que tínhamos aqui e as informações que ele deu coincidiram com as imagens. Ele disse que a vítima tinha chegado há cerca de quatro meses no bairro Gabriela, onde os dois também moram, e estava praticando assaltos. Segundo ele, isso estava dificultando o tráfico de drogas no local. Alexandre disse que é traficante e por isso decidiu junto com Matheus matar Lucas. O vídeo mostra claramente a ação dos dois”, disse. No vídeo mostra o mais magro (segundo a polícia, Alexandre) portando um revólver calibre 32 e efetuando seis disparos, enquanto o mais gordo (segundo a polícia, Matheus), portando um revólver calibre 38, aciona o gatilho várias vezes, sendo que a arma falhou e deflagrou dois disparos.

 

Segundo o delegado, “a confissão detalhada dos fatos pelos criminosos, que agiram motivados pelo tráfico de drogas, com a comparação do vídeo e depoimento de testemunhas, foram suficientes para a representação da prisão preventiva dos mesmos, que além do latrocínio vão responder por mais esse homicídio, podendo permanecer até 30 anos na prisão. Vale ressaltar que a arma calibre 32 utilizada por Alexandre no homicídio de Lucas, foi a mesma que matou o Policial Militar no último dia 11 de março no bairro Sobradinho”. Alexandre foi interrogado na última terça-feira (21), quando recebeu alta do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). O acusado foi baleado durante o assalto, quando a vítima, segundo ele, teria reagido à ação criminosa. Após ser ouvido ele foi encaminhado ao Conjunto Penal de Feira de Santana. O outro envolvido, Matheus Paiva, também, que também está no presídio, confessou o crime. Além dos dois participaram do latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou o policial, Lucas Matias Oliveira, preso no mesmo dia que os outros dois.(Acorda Cidade)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Assassinato · Bahia · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.