Filha de Kalú desabafa nas redes sociais após quase quatro anos nada ter sido resolvido na justiça segundo a mesma

5 anos Anterior written by

Correm na justiça dois processos uma na Vara Criminal 0300158-61.2014.8.05.0006 e o outro na Vara Cível
0502298-16.2016.8.05.0006 aonde a justiça e lenta quando nos familiares vamos ter resposta para esse crime.

Antônio Rodrigues de Moura, conhecido por Kalú, nasceu no Tabuleiro dos Coelhos, em 09 de novembro de 1958, zona rural de Amargosa-Bahia. Teve uma infância bucólica entre as brincadeiras de menino entre os estudos ajudava seus pais nas atividades do campo, desde pequeno aprendeu a batalhar por uma vida melhor. Era o segundo de três filhos de Antonia Eusébio de Moura e Otacílio Rodrigues de Moura. Casou-se com Dinalva Rezende Silva de Moura em 05 de novembro de 1983, tiveram 2 (dois) filhos, Walquíria Silva de Moura e Wagner Silva de Moura. Foi um eletricista conhecido por seu trabalho, era referencia na profissão, um homem ligeiro, alegre e falante, cativante e proativo era muito requisitado pela população de Amargosa, para falar a verdade era quase um profissional multiuso – 1001 utilidades, encanador, eletricista, desentupidor, pintor, etc. Não tinha medo do trabalho e se sentia útil e satisfeito resolvendo tais problemas na maioria das vezes domésticos. Foi um homem apaixonado por política, afiliou-se ao Partido dos Trabalhadores – PT em 13 de novembro de 2003, militante ativo, engajado e atuante lá estava eles defendendo um ideal, na militância fez muito amigos, mas também teve desafeto, perdeu algumas amizades, mas para ele a luta e defesa de sua verdade era crucial, conseguiu através da militância política, lutou pelo  calcamento do Loteamento Sucupira, onde viveu por 18 anos de sua vida era figura conhecida no bairro e referência inclusive por lá. Teve um terceiro filho, Guilherme Aprígio Moura. Falastrão e sempre bem humorado, algumas vezes era ríspido, falava o que pensava e o que achava conveniente, sem delongas. La ia Kalú com sua companheira, a maleta com as ferramentas de trabalho, era arrimo de família, com seu trabalho era uma de suas grandes alegrias. Kalú foi um homem que lutou por seus princípios, foi pai que passou seus valores para seus filhos, era esposo zeloso e amigo. Wagner lhe agraciou com um neto, a criança Pedro Vithenzo Almeida Silva Moura, um amor sem limites, quem viu esse amor entre avô e neto se encantava. 
Antônio Rodrigues de Moura, Kalú, faleceu em 23 de junho 2013, aos 55 anos. Deixando os familiares, amigos e conhecidos com boas lembranças e muitas saudades.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Amargosa · Bahia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.