Flávio Bolsonaro é hostilizado ao tomar 2ª dose da vacina em Brasília

1 mês Anterior written by

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) foi hostilizado nesta quinta-feira (14) na saída de uma UBS em Brasília, quando foi tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Desde o início da pandemia, a família Bolsonaro questiona os imunizantes e defende o tratamento precoce, com medicamentos sem eficácia comprovada contra o coronavírus.

 

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento em que o senador, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), é xingado de “assassino”, “miliciano” e “genocida”. Ainda é possível ouvir gritos de “cloroquina”, remédio do tratamento precoce.

 

No Twitter, o deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) compartilhou as imagens com uma mensagem irônica: “Flávio Bolsonaro recebendo o carinho do povo nas ruas”. (Metro1)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Política

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.