Governo investe quase R$ 70 mi na folia

6 anos Anterior written by

Mais de 25 mil policiais atuando nos quatro cantos do estado, 236 câmeras que vão monitorar os movimentos dos foliões que estiverem nos três principais circuitos da folia na capital, 240 guias e monitores para auxiliar o atendimento ao turista em Salvador, Porto Seguro e Praia do Forte, além de investimentos nas áreas de saúde, meio ambiente e serviços, sem contar, claro, as grandes atrações que vão desfilar sem cordas para o folião pipoca.Esses números e algumas outras ações foram divulgadas na manhã de ontem pelo Governo do Estado para o Carnaval da Bahia em 2016. Com um investimento de R$ 69 milhões, as medidas vão contemplar não apenas Salvador, mas também outras 44 cidades pelo interior que tem festa, a exemplo de Rio de Contas, Barreiras e Salinas das Margaridas. Na capital, 63 atrações vão desfilar sem cordas no Campo Grande e na Barra. Dentre as principais estão Ivete Sangalo, Bell Marques, Aline Rosa, Alexandre Peixe e outros. A programação completa pelos circuitos pode ser vista no site www.carnaval. bahia.com.br.Já quem preferir curtir a folia no Pelourinho poderá conferir as cerca de 220 atrações nos seis dias de festejos espalhadas por quatro locais do Centro Histórico, além de participar de uma grande homenagem ao Samba que completa, este ano, seu centenário. Antes da apresentação das ações e atrações, cantores da velha e da nova geração do ritmo como Nelson Rufino, Riachão, Edil Pacheco, Ju Moraes e Juliana Ribeiro colocaram o público para dançar ao som de grandes sucessos como “Verdade”, música que tem como um dos compositores, justamente, Nelson Rufino.“Eu já tenho 50 anos de samba e estou deveras maravilhado por que eu sou do tempo de escola de samba, do tempo de batucada, e o carnaval acabou crescendo, pegando várias vertentes. De repente, agora, tanto governo como prefeitura estão preocupados em motivar o povo a brincar novamente nas ruas com grandes atrações. Isso é maravilhoso, principalmente com a crise que estamos vivendo, já que nem todos têm dinheiro para bancar um abadá”, comentou o sambista.As crianças também terão vez nas festas este ano. Na próxima quinta-feira, às 9h30, vai acontecer o Baile Pé de Maravilha, que será comandado por Saulo Fernandes, na Arena Fonte Nova. Os ingressos serão trocados por um quilo de alimento não perecível, no dia do evento, às 9h. Cada tíquete dará direito a entrada de uma criança acompanhada do responsável.

INVESTIMENTO

Além da festa propriamente dita, a gestão estadual relatou os investimentos que serão feitos em áreas como segurança – cerca de 63% dos R$ 70 milhões estarão neste setor –, saúde, turismo e trabalhos na defesa dos direitos das mulheres e de proteção aos jovens. Quem chegar pelo porto de Salvador e pelo aeroporto vai contar com um receptivo composto por baianas e minitrios já para entrar no clima da festa.Para aqueles mais animados e que porventura vierem a perder documentos como a carteira de habilitação e o documento do carro, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) dará a oportunidade de o folião retirar a segunda via destes documentos gratuitamente, bastando ao usuário levar dois quilos de alimentos ao posto de atendimento que ficará instalado no bairro de Ondina. Quem preferir deixar o carro em casa, uma opção será o metrô, que vai funcionar das 5h30 até a 0h (na quinta-feira), das 5h até as 0h (de sexta-feira a terça) e das 5h às 22h (na quarta-feira de Cinzas).“Eu espero que o Carnaval, no geral, seja igual ao do Pelô, sem ocorrências, muita paz, muita alegria e com muita participação do povo”, falou o secretário estadual de cultura, Jorge Portugal. A mesma expectativa tinha a secretária de políticas para as mulheres, Olívia Santana. “Para nós a situação ideal será quando não tenhamos casos de violência e casos de desrespeito. É isso que nós almejamos e é possível que os homens vão para as ruas brincar, curtir, sem violentar mulher alguma. É preciso garantir a brincadeira, a curtição e a alegria”, comentou.

Iniciativa privada vai patrocinar artistas que desfilam sem cordas

Após tanta polêmica depois da divulgação dos valores dos cachês que seriam pagos a alguns artistas que vão tocar sem cordas no carnaval de Salvador – a exemplo de Ivete Sangalo e Bell Marques –, o governador Rui Costa, durante entrevista coletiva, tratou de esclarecer a situação e revelou que o valor a ser pago aos principais cantores será bancado por algumas empresas particulares as quais o governo do estado fez uma parceria como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica, a Bahia Gás, o Shopping da Bahia e a Itaipaiva. O valor total, no entanto, não foi informado.Costa também comentou o anúncio do cancelamento da festa de carnaval no bairro de São Caetano feita pelo prefeito ACM Neto, na manhã de ontem. “O que é prioridade pra mim é salvar vidas humanas. Nós temos uma limitação de pessoal que tenho que distribuir por todo o estado, seja nas cidades que tem carnaval e nas que não tem. Eu sei que às vezes a pressão em ano eleitoral é muito forte, para atender pedidos de candidatos que em ano eleitoral querem ser eleitos em sua comunidade. Mas isso não pode comprometer a segurança e a vida das pessoas”, destacou.

ITAIPAVA

Uma das empresas parceiras do Carnaval da Bahia, a cervejaria Itaipava deverá investir cerca de R$ 400 mil na festa deste ano. Dentre as ações estão o patrocínio para trios sem cordas, além de outras parcerias com camarotes como os do Reino e de Lícia Fábio. “Estamos na torcida para que os objetivos apresentados aconteçam para que a gente viva junto esse sucesso. Nossas expectativas são sempre grandes, e acho que só quem está aqui na Bahia consegue sentir essa energia tão contagiante. Acredito que se trata de uma parceria muito valiosa”, disse a gerente de propaganda do Grupo Petrópolis, Eliana Cassandre. (Tribuna da Bahia)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.