Homem é acusado de vender falsos empregos na Câmara e Senado

6 anos Anterior written by

Um homem foi preso nesta segunda-feira (20), acusado de vender falsos cargos públicos em instituições como a Câmara dos Deputados e o Senado. De acordo com o G1, Jean Fernando Soares, de 29 anos, utilizava um aplicativo de mensagens de celular para se apresentar como parente de membros das instituições e oferecer as vagas. De acordo com a delegada responsável pelo flagrante, Caroline Paim, ele também oferecia posições no Ministério Público, no Detran e no Ministério do Turismo, a preços variados. “Nós já identificamos pelo menos dez vítimas. Algumas pagavam entre R$ 2 mil e R$ 5 mil, mas outra chegou a depositar R$ 30 mil”, explicou. Jean usaria o dinheiro do esquema para ostentar uma vida de luxo, com viagens para a Europa e jantares em restaurantes caros. Questionado, ele não teria negado a culpa. “Não inocente. Se estivesse inocente não estaria aqui algemado”, afirmou, segundo o G1. A polícia identificou o suspeito após uma locadora de carros denunciar a falta de pagamento de aluguel. Jean começou a ser monitorado e, após a prisão, foi autuado por estelionato e apropriação indébita do carro. A namorada de Jean também foi autuado pelo crime. A jovem nega envolvimento no esquema mas, segundo a polícia, os pagamentos eram feitos em contas no seu nome.(Bn)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.