Homens chamados Luis Augusto processam Sadia por causa de propaganda de presunto

5 anos Anterior written by

Dois homens chamados Luis Augusto entraram com um processo contra a Sadia por causa da propaganda de presunto da marca. Os moradores de Nova Iguaçu pedem R$ 30 mil cada e retirada imediata da publicidade, depois que passaram a ser motivo de chacota na rua ganharam o apelido de “presuntinho”. “Brincaram com meu filho dizendo que ele era filho do ‘presuntão’. Daqui a pouco estão chamando a minha mulher de queijinho. Isso não se faz com ninguém. Toda vez que veiculam essa propaganda estão denegrindo o nosso nome”, reclamou Luis Augusto Ribeiro, despachante de 45 anos, ao Extra. O comerciante Luis Augusto Mascarenhas, de 42 anos, diz que tenta levar os comentários na esportiva, mas resolveu entrar com a ação por causa dos constrangimentos que têm passado. “Toda hora, todo instante, vem alguém me chamando de presuntinho. Fazendo paiadas com capa de gordura de presunto”, desabafou também à publicação. De acordo com o advogado Allan Hoppe, do escritório João de Barros Advogados, a reclamação dos dois Luis Augusto é pertinente e se baseia no art. 17 do Código Civil. Segundo o advogado, a lei diz que “o nome de uma pessoa não pode ser empregado por outros em publicações ou representações que a exponham ao desprezo público, ainda que não exista intenção difamatória”. Por meio de nota, a Sadia respondeu que a escolha do nome para a campanha foi mera coincidência. O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) abriu processo no último dia 19 par apurar se a ação é ofensiva ou não. O julgamento deverá ocorrer em setembro. Até lá, o comercial poderá ser veiculado normalmente.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Justiça

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.