Ilhéus: Menino de oito anos é abusado sexualmente após beber suco de maracujá e dormir

6 anos Anterior written by

Um menino de oito anos foi violentado, enquanto dormia, por um homem que a mãe da criança tinha acabado de conhecer no município de Ilhéus, localizado no sul do Estado. De acordo com informações de Jorge Ferreira, conhecido como ‘Jorge Maravilha’, conselheiro tutelar da região, o caso foi descoberto pelo irmão da vítima. No domingo (20), a mãe dos meninos e uma amiga dela estavam em uma praça, quando um homem convidou todos para irem a casa dele. Durante o percurso, a amiga da mulher caiu e se machucou. A mãe das crianças levou a amiga ao hospital e deixou os meninos na casa do acusado, que é proprietário de um bar. De acordo com informações das crianças, o homem ofereceu suco de maracujá para os dois irmãos e eles acabaram adormecendo. O mais velho, de 11 anos, dormiu no sofá e o mais novo foi levado para o quarto do agressor. O menino disse que acordou com os gritos do irmão, empurrou a porta do quarto para ver o que estava acontecendo e viu os dois nus. O homem disse que não estava acontecendo nada e ofereceu dinheiro para que os meninos não dissessem nada. Ainda de acordo com as crianças ao Conselho Tutelar, eles saíram correndo da casa. A mãe dos meninos passou no imóvel do acusado e perguntou pelos filhos, o homem disse que os meninos já tinham indo embora. Ao chegar em casa, a mulher encontrou as crianças dormindo. No dia seguinte, o irmão mais velho contou o que tinha acontecido para a tia deles que, em seguida, contou para a mãe dos garotos. A mulher entrou em contato com o Conselho Tutelar, foi realizado um BO (Boletim de Ocorrência) e foram solicitados exames de corpo de delito. O menor foi encaminhado para o psicólogo e para o Centro de Apoio à Família. Já o acusado permanece em liberdade. (R7)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Brasil · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.