Julgamento de cassação de chapa de Dilma no TSE pode ficar para 2017, diz Gilmar Mendes

5 anos Anterior written by

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes afirmou nesta segunda-feira (11) que a cassação da chapa da presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente, Michel Temer pode ser julgada apenas no segundo semestre deste ano ou para 2017. Segundo o ministro, o trabalho que o TSE terá com as eleições municipais deste ano será “imenso” e que há um calendário para cumprir. A declaração foi dada antes dele participar de uma aula pública, no Instituto de Direito Público de São Paulo. Gilmar foi eleito na última quinta-feira (7) para a presidência do TSE e vai substituir o atual presidente, Dias T0ffoli, a partir de maio. O ministro diz ainda que a ação da impugnação ainda está na fase inicial e que se gastou muito tempo sobre a admissão dela, “portanto, não temos condições de julgar de imediato”. A Constituição Federal prevê que, caso a cassação ocorra até dezembro deste ano, deve acontecer eleições indiretas em 30 dias. O Congresso escolhe dois parlamentares para ocupar os cargos vagos.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Política

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.