Justiça determina que Caio Castro deve pagar multa de R$560mil à empresa de relógios

6 anos Anterior written by

No ar como Grego, em “I love Paraisópolis”, o ator Caio Castro foi condenado pela 1ª Vara Cível do fórum da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, a pagar uma multa de R$ 560 mil à marca de relógios Technos, por inadimplência contratual. De acordo com a decisão do juiz Arthur Eduardo Magalães Ferreira, o carioca ainda terá de ressarcir a empresa por danos materiais, ainda a serem calculados pela Justiça. A sentença foi publicada no Diário Oficial no último dia 20 de maio, mas cabe recurso na segunda instância. De acordo com a empresa de relógios, Caio foi contratado como embaixador da marca e teria uma linha de produtos (relógios e óculos escuros) com o seu nome. Porém, o ator – que já havia sido garoto-propaganda da Technos anteriormente – nunca apareceu para fazer fotos da campanha nem para gravar os vídeos comerciais. Segundo a empresa, Caio alegava sempre um compromisso ou contratempo para faltar às sessões de fotos. Além de ter descumprido o contrato, a empresa alega que chegou a produzir um primeiro lote de produtos com o nome do ator que ficou retido na fábrica – daí a cobrança de danos materiais. Procurado pelo site, o pai do ator, Vitor Castanheira, afirmou que não tem conhecimento do processo e que Caio não se pronunciaria sobre o assunto.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Famosos · Justiça

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.