Major condenado em caso Amarildo continua a receber salário, diz coluna

5 anos Anterior written by

Um dos condenados por envolvimento na tortura e morte do pedreiro Amarildo de Souza, que desapareceu em 2013, o major da Polícia Militar Edson Raimundo dos Santos ainda recebe salário pela função. De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, Edson comandava a Unidade de Polícia Pacificadora da favela da Rocinha quando ocorreu o crime. O major foi preso em outubro de 2013 e condenado no início do mês a 13 anos e sete meses de prisão. Mesmo assim, segundo a revista, ele continua a receber o salário de R$ 12.800. À coluna, o Comando da PM informou que o processo de expulsão está em andamento. A defesa do major afirma que ele não participou do crime. (BN)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.