Meta de novos contratos do Fies foi alcançada, diz ministro da Educação

6 anos Anterior written by

O ministro da Educação Renato Janine Ribeiro disse em entrevista ao ‘Jornal Hoje’ nesta quinta-feira (30) que o governo federal atingiu a meta esperada de novos contratos no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), com cerca de 250 mil adesões. O prazo de inscrição para alunos de faculdades particulares que não têm o Fies termina às 23h59 desta quinta. Para contratos já existentes, a renovação pode ser feita até 29 de maio no site do Fies. “A nossa meta de ter mais de 250 mil alunos no Fies este semestre”, disse Janine Ribeiro. Ele disse que quem não está conseguindo fazer a inscrição é porque pode não ter mais vagas disponíveis. Janine Ribeiro destacou ainda que a este número se somam 200 mil alunos que ganharam bolsas de estudos do Prouni, e outros 200 mil que foram aprovados em universidades federais pelo Sisu. “Tudo isso garante uma oferta de vagas pelo governo federal de perto de 700 mil para esse periodo. Para o candidato individual pode ser uma pena mas do ponto de vista do sistema quer dizer que as vagas não vão ficar ociosas.” A expectativa inicial das faculdades particulares era de abranger 475 mil alunos pelo Fies, de acordo com a presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amabile Pacios. “Então temos 225 mil fora do sistema”, afirmou. O Fies permite ao estudante cursar uma graduação em uma instituição particular e, depois de formado, pagar as mensalidades a uma taxa de juros de 3,4% ao ano. O aluno só começa pagar após 18 meses de concluído o curso.

Tire dúvidas sobre o Fies – Com orçamento mais restrito, o MEC limitou o crédito para o Fies a instituições e cursos com melhor desempenho. Além disso, desde 30 de março o acesso ao Fies ficou restrito a estudantes com nota igual ou maior a 450 pontos no Enem e maior que zero na redação. A presidente Dilma Rousseff reconheceu que o governo federal errou ao deixar o controle do Fies nas mãos das faculdades particulares e o MEC assumiu a distribuição das matrículas. O resultado disso pode ser visto nos números de novos contratos do Fies ao longo dos anos. Em 2010, ano de estreia do programa, foram feitos 75,9 mil contratos. Em 2011, 153,9 mil. Em 2012, 368,8 mil. No ano seguinte, 2013, o número subiu para 556,5 mil novos contratos. Em 2014, o recorde: 732,2 mil novos ingressantes no Fies. Neste ano, segundo o MEC, foram cadastrados 249,9 mil novos contratos até a noite de terça-feira (28), no último balanço divulgado – uma redução de 66% em relação ao ano anterior. Aluno com nota baixa não pode ser excluído automaticamente do Fies. Muitos estudantes reclamam que não conseguem fazer a inscrição e temem ficar sem o auxílio ao término do prazo. Em várias faculdades particulares pelo país os alunos fizeram protestos nesta quinta por não terem conseguido o auxílio do Fies (veja abaixo o protesto de estudantes da PUC de Goiás). (G1)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Educação

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.