Negociações para libertação do palestino-brasileiro em greve de fome avançam

6 anos Anterior written by

As negociações para a libertação do palestino-brasileiro, Islam Hamed, que há 26 dias está em greve de fome, estão avançando. As informações são do embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben. “Em primeiro lugar, a resposta de Israel era negativa, agora Israel promete estudar o caso. Estamos tratando o máximo possível, sabendo muito bem que a solução está nas mãos de Israel”, disse Ibrahim em entrevista à EBC. A greve de fome teve início no dia 11 de abril porque um ano e oito meses depois de ter cumprido a pena definida pelo governo palestino, Islam segue preso. Além de exigir sua libertação, ele também quer garantir o direito de ser repatriado em segurança para o Brasil. Com 30 anos de idade, Hamed foi preso pela primeira vez aos 17 anos pelas autoridades de Israel, por atirar pedras em soldados. Desde então, nunca mais conseguiu ter uma vida normal. Foi condenado a cinco anos de prisão. Cumpriu a pena, ficou nove meses em liberdade e foi preso pela segunda vez, na chamada detenção administrativa, modalidade em que, apesar de não haver acusações concretas, as pessoas podem ser mantidas presas por oferecer perigo à segurança de acordo com a avaliação de Israel. Essa segunda prisão durou dois anos.Em 2010, Islam retomou sua atuação política de oposição ao governo palestino e meses depois, foi preso pela terceira vez, agora pelas autoridades palestinas. Apesar de Islam estar preso na Palestina, a região é um território ocupado por Israel que controla toda a movimentação interna no país. Apenas para sair de Nablus, onde ele está preso, até a cidade de Ramala, onde ficam o escritório da Representação Brasileira e a casa da família, é preciso passar por quatro checkpoints, bases de controle militar israelenses que determinam quem pode e quem não pode fazer o trajeto. Além do controle interno, Israel também controla as fronteiras do território palestino, determinando quem entra e quem sai do País. (Agência Brasil)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Internacionais

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.