Nilo Peçanha, Taperoá e Cairu: Cidades estão sem energia há mais de 48h

1 semana Anterior written by

Os moradores das cidades de Cairu e Nilo Peçanha, no baixo-sul da Bahia, estão há quase 48 horas sem energia elétrica. As ilhas de Morro de São Paulo e Boipeba, em Cairu, importantes destinos turísticos do estado, foram afetadas. Cerca de 30 mil turistas já deixaram a região.

 

A falta de energia começou no final da tarde de segunda-feira (19). Nesta quarta, moradores relataram prejuízos causados pela interrupção do serviço. Alguns lugares estão também sem água e o comércio está totalmente comprometido.

De acordo com a Coelba, a falta de energia elétrica atinge todo o território de Cairu e Nilo Peçanha. Já na cidade de Taperoá, que também fica na região, a suspensão do serviço é parcial.

Na terça-feira (20), a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) informou que havia iniciado a reparação de quatro estruturas da linha de transmissão e deu previsão de retorno à normalidade até a noite. No entanto, até a publicação desta reportagem, os reparos ainda não havia sido finalizados.

De acordo com a Coelba, a previsão era de que a energia elétrica fosse reestabelecida às 17h desta quarta.

Em nota, a distribuidora de energia informou que desde a noite da segunda, montou uma força-tarefa e trabalha initerruptamente para restabelecer o fornecimento de energia em Morro de São Paulo e imediações.

 

A Coelba relatou que para atender o caso inédito na área de concessão, foi mobilizado mais de 70 profissionais, entre eletricistas, operadores e engenheiros, em revezamento desde o início da ocorrência. As equipes técnicas atuam na recomposição da rede elétrica danificada, cuja causa está sob análise.

 

A empresa acredita que a hipótese mais provável é que as avarias tenham sido causadas por uma intervenção externa que provocou esforço mecânico na estrutura da linha de transmissão.

 

As dificuldades de acesso ao local e as condições adversas do terreno – localizado em área de mata fechada e alagado devido às fortes chuvas -, dificultam a chegada de equipamentos e, consequentemente, da conclusão do serviço. (G1)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.