Nova nota da APLB Amargosa lamenta agressão sofrida por funcionários da PMA

5 anos Anterior written by

Não sou contra as pessoas que defendem veemente a secretaria de educação e o executivo municipal de Amargosa, principalmente as pessoas que compõem a equipe da prefeita de Amargosa. Entendo que elas veem as situações por outro ângulo, outro prisma isso é legitimo, é esperado e deve ser respeitado.
No entanto, ter um posicionamento desrespeitoso com os profissionais da educação, associando a nossa luta a movimentos partidários isso eu não entendo e confesso não que esperava de muitas pessoas que ali estavam .
Eu, profissional que sou, jamais levaria para dentro da sala de aula, da luta sindical, uma luta partidária e jamais participaria desse movimento se assim estivesse motivado.
Infelizmente essa atitude, de intimidar os profissionais com palavras de ordem de militância partidária, tomada por um grupo grande, que estava no plenário da câmara de vereadores no dia 01 de abril, foi realmente equivocada e constrangedora, para nós profissionais da Educação. Senhoras, senhoritas e senhores, mães e pais de família chamadas de VACAS, PALHAÇAS, PREGUIÇOSAS, VAGABUNDAS E OUTROS TANTOS ADJETIVOS CHULOS, foi triste presenciar.
Saímos daquele espaço humilhados, moralmente assediados e temerosos por nossa integridade física, ficamos assustados com tamanha agressividade.
Mas vivemos em democracia e mesmo quando a gente não concorda com determinado fato, somos levados a respeitar. Continuo respeitando as pessoas que compõem a gestão municipal, mas não concordo com a atitude tomada.
Seguimos na luta não com os mesmos ideais, mas espero que com o desejo comum em defender uma Educação de Qualidade para nossos estudantes.

Silmary Silva
Professora da rede municipal de Educação

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Amargosa · Assalto

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.