PF intima ministro do Planejamento e assessor de Meirelles a depor em inquérito

6 anos Anterior written by

A Polícia Federal intimou o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, e Demétrius Cruz, assessor especial do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a prestarem depoimento no inquérito que apura irregularidades num empréstimo de R$ 375 milhões feito pelo Banco do Nordeste à Cervejaria Itaipava em 2014. Além deles, foram intimados também o procurador-geral da Fazenda Nacional, Fabrício da Soller, e o vice-presidente da Caixa, Nelson de Souza. Eles eram conselheiros do banco na época do empréstimo. Segundo a coluna Expresso, da revista Época, Oliveira não compareceu na data marcada pelo delegado responsável pelo caso. Segundo a revista, uma auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) confirma irregularidades no financiamento à Itaipava, cujo proprietário é Walter Faria, amigo do ex-presidente Lula. Depois de receber o dinheiro, Faria teria doado R$ 17,5 milhões à campanha da presidente afastada Dilma Rousseff em 2014. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o empresário estuda a possibilidade fazer delação premiada, já que a cervejaria aparece nas planilhas da Odebrecht apreendidas pela Operação Lava Jato e surge em uma linha de investigação sobre o banco da empreiteira no Caribe, que apura se a Itaipava atuou como doleira em um esquema de lavagem de dinheiro.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Justiça

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.