PT não acredita que Dilma volte à Presidência

5 anos Anterior written by

A decisão final sobre o processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff deve acontecer em breve. A votação está marcada para agosto. PUB A reportagem do jornal O Globo destaca que está crescendo a distância entre Dilma e o Partido dos Trabalhadores (PT). O partido perdeu a confiança que a petista volte a governar o país e isso faz com o discurso defendido pelo PT seja mais animar a militância, e tentar conter o desgaste causado pela Operação Lava-Jato, do que uma mobilização para tentar virar votos no Senado que salvem Dilma. Enquanto isso, a reportagem destaca que Dilma tem se preocupado em preservar sua biografia e não em voltar ao poder ou trabalhar pela sobrevivência política do PT. O texto recorda que, na última semana, Dilma disse em entrevista à Rádio Educadora, que era responsabilidade do PT o pagamento do marqueteiro João Santana. A declaração de Dilma não foi bem aceita por lideranças do PT, eles tentaram minimizar a declaração da presidente afastada e afirmaram que era natural que Dilma procure se eximir da culpa por eventuais irregularidades às vésperas da votação do impeachment. Segundo o partido, todas as operações foram feitas dentro da legalidade e que as contas da campanha de 2010, às quais o marqueteiro se referiu, foram aprovadas pela Justiça Eleitoral. A estratégia do ex-presidente Lula é, segundo petitas, reconstruir a sua própria imagem e defender o seu legado. Luiz Inácio tem viajado pelo país, principalmente o Nordeste, na “Caravana Popular em Defesa da Democracia”. A publicação refere que as viagens de Lula estariam visando às eleições de 2018, independentemente de ser ele o candidato ou outro nome escolhido pelo líder petista. A prioridade do PT é reeleger o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Lula acredita que não há crime de responsabilidade que justifique o impeachment de Dilma, mas o petista identificou supostos erros cometidos pela sua sucessora, entre eles a insistência nas desonerações e o endurecimento de regras para benefícios trabalhistas e previdenciários. O ex-presidente também afirmou que Dilma não seguiu seus conselhos para tentar superar a crise econômica: “A Dilma Rousseff, durante o ano de 2014, não se deu conta de que, ao abrir mão de imposto para favorecer os empresários, começou a faltar dinheiro no cofre para a gente poder fazer a economia continuar acontecendo. Depois das eleições, ela apresentou um programa de ajuste econômico que deixou muitos de nós descontentes, porque mexeu com a aposentadoria, com pescador, com mulheres que casavam com aposentados no Nordeste”, declarou Lula durante ato em Recife, no último dia 13. No entanto, O Globo destaca que, um dia antes, Lula pediu, em Carpina, a uma plateia de agricultores que, em vez de irem para a rua gritar “Fora, Temer”, enviassem mensagens de WhatsApp pressionando senadores que votaram pelo afastamento de Dilma.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Brasil · Política

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.