SAJ: “Estão fazendo politicagem”, diz acessor sobre polêmica das logomarcas da prefeitura

6 anos Anterior written by

Alguns comentários de um cidadão de prenome Luciano consistem na alegação de que ele teria desenvolvido diversas logomarcas para a prefeitura de Santo Antônio de Jesus, as quais estariam sendo utilizadas pela mesma, contudo, sem pagar pelo serviço até o presente momento. Em resposta, o Assessor da Secretaria de Ação Social do Município, Abílio Neto, conhecido como Neto Publicidade relatou em entrevista à Rádio Andaiá FM nesta quarta-feira (13) que Luciano está sendo usado nesse caso da logomarca para fazer politicagem, pois, segundo ele, é recordado por todos que no ano de 2013 quando assumiu inicialmente a assessoria-geral da prefeitura as marcas foram providenciadas com o cidadão já citado que lhes ofertou o trabalho e começou a fazer o serviço. O problema, de acordo com Neto, está na ação de criar, visto que na época a marca não foi criada, mas sim plagiada por Luciano de uma cidade chamada Santo Antônio do Rio Grande do Norte. “Foi o maior escândalo na ocasião, quiseram até mesmo desmoralizar nosso trabalho, então a logo foi copiada de outro lugar, inclusive tivemos grandes problemas com isso durante mais de um ano e meio, uma vez que a localidade acusou a prefeitura de Santo Antônio de Jesus de plágio, cheguei a enviar um fax, explicamos a eles o que estava acontecendo, daí, em seguida o Luciano mostrou boa vontade, fez muitas novas marcas até que chegamos a uma, a qual estamos utilizando atualmente. Na verdade, tivemos problemas com a outra marca, o valor cobrado também não foi normal, sendo que até hoje tentamos chegar a um valor real, além disso a documentação dele não estava correta”, explicou, acrescentando que no período citado o rapaz estava fazendo uma doação, portanto, não houve processo licitatório de modo que acreditou que a prefeitura estaria recebendo um ‘presente’ para no futuro ser feita a licitação e ele participar da licitação do processo normal, ou seja, não havia contrato, naquele momento todos eram ‘vitrines’, queriam mostrar o seu trabalho.“Quando a agência entrou na prefeitura depois, eu estava afastado, mas naquele momento o prefeito, a Secretária de Administração Dra. Luciene não participaram, apenas viram a logomarca e aprovaram, pois, eu quem estava na cadeira. O valor que Luciano está apresentando é muito alto, se comparado ao serviço, está faltando comunicação para ambos os lados chegarem a um acordo. Acontece que as pessoas que estão fazendo politicagem estão o usando para fazer essa cobrança, são pessoas que estão fazendo campanha para outro candidato no momento político. Luciano que é uma pessoa de coração muito bom deve se acalmar, nos procurar na prefeitura a fim de chegar a um acordo, o prefeito não tem conhecimento oficial desse assunto aí não, então é preciso fazer um acordo para que o gestor fique realmente a par do acontecido”, concluiu.

Redação Voz da Bahia – Samile Macedo

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Política

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.