Seguranças de transportes de valores fazem paralisação e podem parar no carnaval

7 anos Anterior written by

Seguranças das empresas Prossegur, Brinks e Preserve, associados ao Sindicato dos Trabalhadores de Empresas Transportes de Valores da Bahia (Sindforte), irão paralisar as atividades nesta quarta-feira (11). De acordo com informações do diretor comercial do sindicato, que entrou em contato com a reportagem do Bocão News, as empresas realizam o abastecimento de caixas eletrônicos de todos os bancos do estado da Bahia. Ainda segundo Roberval, o motivo da paralisação é o descumprimento de acordo realizado entre a categoria e o patronato, que compõem o Sindicato das Empresas de Valores (Sindivalores). Ele explica que a paralisação que deve começar às sete da manhã desta quarta-feira (11), poderá avançar pelo carnaval. “Estamos esperando uma resposta desde a manhã desta terça-feira (10), se for favorável até o final desta quarta, voltamos as atividades, mas se não tivermos respostas vamos continuar parados durante o carnaval”, afirma. Os sindicatos negociaram entre si, e segundo o representante do Sindforte, as reivindicações não foram cumpridas, entre elas: O aumento do valor do ticket refeição, que os trabalhadores se queixam do aumento de apenas um R$ 1,40, passando de R$ 16 subiu para R$ 17, 40. Um dos itens mais solicitados e considerados importantes pela classe é a carga horária, pois segundo os trabalhadores, a carga horária atual é de 192 horas mensais, quando o reivindicado pelos trabalhadores é a jornada de 176 horas por mês.O diretor do Sindforte ainda disse que estão reféns dos patrões. “Perdemos a chance de fazer um curso, ou até mesmo poder estar com nossa família. A contabilização de horas, baseada em 44 horas semanais prejudica a classe trabalhadora e não é justa”, desabafa. A categoria disse que se for necessário ir a Justiça, irão para ajustar a carga horária do trabalhador. “Estamos com salários defasados, Ticket Alimentação baixo. Pedimos 15% no ganho real e só deram 1,5%”, reclama. Ainda segundo Roberval, se a paralisação continuar pelos dias de carnaval, a Bahia vai ficar sem dinheiro nos caixas eletrônicos durante a festa. “Nós não queremos prejudicar a população e respeitamos as autoridades. Sabemos o problema que é não ter como sacar dinheiro durante uma festa dessa, mas se eles não cumprirem a parte deles a Bahia vai ficar sem sacar dinheiro durante o carnaval, o que vai atrapalhar também a vida dos turistas”, afirma. A reportagem do Bocão News tentou contato com o sindicato dos empresários de empresas de transportes de valores, mas não obteve êxito.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.