Suspeita de matar doméstica após esbarrão em ônibus é procurada

5 anos Anterior written by

A polícia de Belo Horizonte ainda não identificou a passageira suspeita de matar outra dentro de uma linha de ônibus da cidade em 11 de dezembro. O circuito de câmera do coletivo mostra a imagem da suspeita, mas até agora o nome dela não foi descoberto. Ela estava cochilando e se irritou depois de um esbarrão da empregada doméstica Valdete Lopes Queiroz, 49 anos. Para o delegado César Matoso, está claro que Valdete foi morta por motivo fútil. O crime aconteceu por volta das 4h30 da madrugada. “Vítima entra de forma atabalhoada, falando, e ao sentar parece emburrar a perna da autora, que estava cochilando. A partir daí iniciam uma discussão (…) Em função deste esbarrão, quando a autora acorda, acorda de forma assustada”, contou o delegado ao G1. Ele classificou a situação de “violência banal e desmedida”. A vítima mesmo retirou a faca do corpo. Ela morreu a caminho do hospital. (Correio)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.