Suspeita de matar jovem por dívida de R$ 15 irá a júri popular em Salvador

5 anos Anterior written by

Suspeita de matar uma adolescente de 15 anos a facadas, após discussão por um suposta dívida de R$ 15, a meredendeira Aline Alves Santos de Sousa, de 25 anos, será julgada por meio de júri popular. A decisão foi proferida pelo juiz Moacyr Pitta Lima em audiência realizada na quarta-feira (20).Em contato com o G1, o magistrado informou que, a mulher aguardará o julgamento, que ainda tem data prevista, em liberdade. Caso não haja recursos por parte da defesa da acusada, a expectativa é de que a sessão ocorra nos próximos meses.O crime ocorreu em fevereiro deste ano. À época, a merendeira Aline Alves negou que tivesse cometido o crime por conta de uma dívida de R$15 e afirmou que agiu em legítima defesa. A suspeita do crime se apresentou com um advogado na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).Ela afirmou que acabou ferindo Ingrid quando tentava se defender da mãe da vítima, de prenome Cristina, que estaria com a faca utilizada no crime.

Adolescente morta col golpe de faca por conta de R$ 15, em Salvador (Foto: Reprodução/ Facebook)

A suspeita contou que, ao ser ameaçada, tomou a arma das mãos da mulher. De acordo com a Polícia Civil, no entanto, a versão é refutada por testemunhas que prestaram depoimento no DHPP.Segundo a delegada Jamila Cidade, titular da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), testemunhas ouvidas durante a investigação disseram que, na verdade, a merendeira era quem portava a faca e teria ido com a arma tirar satisfações com a mulher, com quem já tinha uma rixa.Na delegacia, Aline informou que a discussão não foi motivada pela dívida de R$ 15, mas sim porque vinha tendo problemas constantes com Cristina. Ela disse que, no dia do crime, resolveu tirar satisfações com a mulher, depois de saber que ela estava “difamando” sua reputação no bairro, segundo a polícia.

Crime

O crime ocorreu no dia 20 de fevereiro, na Rua João Ramos, em Jardim Cajazeiras. A adolescente de 15 anos, que foi ferida com um golpe de faca no peito, chegou a ser levada para o posto de saúde do bairro de São Marcos, mas não resistiu e morreu. A jovem foi enterrada no dia 21 de fevereiro, no cemitério de Plataforma.Dois dias após o crime, o irmão da adolescente morta conversou com o G1 e relatou que, antes da agressão, ocorreu uma discussão entre a mãe da vítima e a merendeira. Everton Lima, de 19 anos, contou que a irmã dele comprou três capas usadas de celular com a suspeita e não teria pago.A denúncia do irmão é a de que, após a jovem ter sido agredida verbalmente pela mulher por conta da falta do pagamento, a mãe da vítima se irritou e uma discussão foi iniciada entre as duas. Durante a briga, conforme os relatos, a supeita pegou uma faca e tentou golpear a mãe de Everton, mas a adolescente ficou na frente da mãe e acabou ferida fatalmente.Segundo Everton, a mulher suspeita de golpear a irmã dele também era moradora do bairro Jardim Cajazeiras, onde ocorreu o crime, e conhecia todos da família dele. “Ela chamava a gente de família, todo mundo aqui se conhece desde criança. Ela sempre cumprimentava a gente e foi algo meio estranho, já que nós nunca vimos um comportamento agressivo por parte dela”, disse Everton.(G1)

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Crime

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.