‘Teve que ser cronometrado’, diz casal após usar a cápsula da ‘rapidinha privê’ em camarote

8 anos Anterior written by

A ação da marca de camisinhas Durex, que instalou um espaço no Camarote Salvador onde os foliões poderiam acessar uma cápsula que simula um motel para uma ‘rapidinha privê’, teve grande repercussão após a sua divulgação. A reportagem do Bahia Notícias conversou com um casal que usou o espaço por dez minutos (a assessoria da Durex confirmou que a dupla entrou no espaço) nesta quinta-feira (12), primeiro dia oficial do carnaval da capital baiana. Antes de conseguir entrar na cápsula, o casal, que apenas se identificou como sendo do Rio de Janeiro e que se chamavam pelos apelidos Malu e Kot, teve que passar por algumas brincadeiras promovidas pela marca Durex, para conseguir o ‘privilégio’ do uso por dez minutos da cápsula da ‘rapidinha’. A dupla não teve timidez em afirmar que usou o espaço para os ‘finalmentes’. “Transamos. (A cápsula) Sobe e desce muito devagar, você nem percebe quando está lá em cima. É tudo muito rápido (o tempo de permanência), teve que ser cronometrado”, disse Kot. “Dá um medo porque você acha que estão te vendo e você está lá de calcinha”, comentou Malu. O espaço possui em suas instalações diversos elementos de um motel (frigobar, banheiro, tevê, sofá, ar condicionado e preservativos), é isolado por um filme que impede a visualização do que acontece lá dentro e fica suspenso a 15 metros de altura, o que permite para seus usuários total privacidade, sem deixar de perder a visão do final do circuito Dodô (Barra-Ondina), onde fica o Camarote Salvador.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Entretenimento

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.