Universidade baiana estuda casos de doença rara que causa bolhas na pele

5 anos Anterior written by

A região sudoeste da Bahia registra cerca de 60% dos casos de epidermólise bolhosa hereditária, uma doença rara e grave que se caracteriza por uma sensibilidade acentuada na pele e na mucosa, com formação de bolhas. Os dados são apontados pela Associação de Familiares, Amigos e Portadores de Epidermólise Bolhosa da Bahia (Afapeb). A entidade contabilizou 62 casos no estado e 36 deles em cidades do sudoeste baiano.O registro acentuado na região motivou um estudo na Universidade Estadual da Bahia (Uesb), por meio do Núcleo de Estudos e Atendimento Multidisciplinar aos Portadores de Epidermólise Bolhosa Congênita do Sudoeste da Bahia.A pesquisa aponta que o número de casos da doença hereditária pode ser resultado de uniões consanguíneas [entre parentes]. A geneticista e professora da Uesb Sandra Mara Bispo levantou dados de familiares de pessoas com a condição rara.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Saúde

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.