Universitários da rede pública da Bahia têm até 31 de março para solicitar Auxílio Permanência

5 anos Anterior written by

Como iniciativa do Projeto Estadual de Auxílio Permanência, estudantes das universidades estaduais da Bahia têm até o próximo dia 31 para se inscrever no Programa Mais Futuro. A proposta é apoiar os estudantes na continuidade dos estudos, a fim de que evitem o abandono do curso. A ação é destinada a alunos em condições de vulnerabilidade socioeconômica das quatro unidades do Estado – Uneb, Uefs, Uesc e Uesb. “A meta é beneficiar nove mil estudantes universitários com auxílio permanência e estágio, em investimentos que chegarão a R$ 50 milhões até o fim de 2018”, ressaltou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. De acordo com o gestor, para ter acesso ao benefício, o estudante deve estar inserido em alguns critérios, como possuir registro individual ou familiar no Cadastro Centralizado de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); possuir renda familiar per capita mensal não superior a meio salário mínimo; possuir renda familiar total mensal de até três salários mínimos; e não ter nenhum vínculo empregatício. Os estudantes beneficiados vão receber o Auxílio Permanência nos primeiro 2/3 do período do curso. Eles ainda terão a opção e a prioridade para ingressar em um estágio de nível superior no último 1/3 do curso. Os auxílios serão divididos em três modalidades: Básico, de R$ 300 por mês, para estudantes que residem no município sede do campus ou até 100 km de distância; Moradia, de R$ 600 por mês, para estudantes que residam a mais de 100 km do município sede do campus; e Complementar para estudantes que já tenham benefício de outra bolsa, mas ainda assim esteja abaixo do teto máximo estabelecido.

Comentários

Comentários

Artigos de Categorias:
Bahia · Educação

Deixe o seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.